1950 50s

BOLSA TIRACOLO

10:45Bruna Cypriano

Quem não tem, precisa ter!
. Por Bruna Cypriano .
06.11.14






Ela pode ser chique, estilosa, básica e super prática! A bolsa tiracolo está em alta, é uma peça básica super aliada no guarda roupa de qualquer mortal e seu histórico é recheado de momentos interessantes! 



Elas entraram em cena no período da Segunda Guerra Mundial. Nessa época, muitas mulheres ingressaram no mercado de trabalho ocupando o lugar de seus maridos nas indústrias, pois eles estavam servindo na guerra. Foi um momento de muita dificuldade econômica, e a vaidade das mulheres deu lugar a praticidade. não só nas roupas, mas também nos acessórios. A bolsa tiracolo, fez parte desse momento  e se tornou preciosa entre essas mulheres por deixar as mãos livres e dar mais mobilidade com a alça comprida.

As bolsas, nessa época eram produzidas com materiais alterativos como sintéticos, plástico e madeira para a estrutura, pois o couro e zíperes tornaram-se materiais caros e raros. 

Já no período pós-guerra, com o "boom" econômico, as bolsas se tornaram itens de luxo e foi assim que surgiram Louis Vuitton, Hérmes e Chanel, esta que por sua vez criou, em 1950, o clássico imortal Chanel 2.55, que é um ícone de desejo até hoje. 

Esse foi um exemplo de "trickle up". Esse é um termo que usamos para falar de uma tendência que começou de baixo pra cima na escala social.

Mais tarde, por volta dos anos 1970, a bolsa tiracolo passou a ser usada pelo movimento Hippie, e nessa época surgiram novos modelos estilizados, com franjas e com uma pegada artesanal. 

Hoje em dia, seguindo a tendência de praticidade e conforto, essas bolsas voltaram a ser uma peça de estilo no guarda roupas. Não importa se são básicas ou luxuosas, hippies ou chiques, elas estão com tudo!!

Nas sua escolhas para este verão aposte em cores quentes, preto e branco, modelos com franja, e o caramelo que não sai de moda e combina com tudo!

Espero que tenham gostado!

Beijos!!

Leia também...

0 comentários