bahia comportamento

DIÁRIO DE VIAGEM - PORTO SEGURO E PRAIA DOS ESPELHOS

10:57Bruna Cypriano

10.04.2015

Acabo de voltar das minha sonhadas férias e digo a vocês que roteiro melhor eu não poderia ter feito! Eu e minha família fomos a Porto Seguro... cidade linda com pessoas calorosas e acolhedoras coisa que infelizmente é raro de se encontrar atualmente.

Foi um passeio turístico aparentemente, porém trouxe um grande aprendizado daquele lugar. Foi muito rico andar pelo plano de fundo do Descobrimento do Brasil. As construções daquela época são preservadas pelo patrimônio histórico e nos permite sentir um pouco desse período. A primeira que me chamou atenção foi a Casa da Câmara e Cadeia, prédio público onde aconteciam as reuniões dos vereadores e julgamentos (2º andar), ainda recebendo os condenados (1º andar). 


Segundo a guia que nos conduziu, do lado direito da Cadeia ficavam confinadas as mulheres e do lado esquerdo os homens. Para se entender melhor, o lado direito ficava de frente para a igreja e o esquerdo de frente ao mar. Para as mulheres daquela época ir a igreja significava status pois era ali que elas desfilavam suas indumentárias, colocavam a conversa em dia com as amigas e era a única forma de ter um pouco de liberdade haja vista que eram severamente controladas pelos pais ou maridos. Ser presa e colocada ali, mostrava o quão precioso era estar livre e poder desfrutar daqueles pequenos momentos. Já para os homens, na maioria navegadores, nada pior do quer ver o mar seu símbolo de liberdade e não poder viajar por ele. 


Ainda relato de Regina nossa guia, ali naquele local quem entrava jamais saia vivo. Não havia claro, cuidados básicos com a higiene como ainda hoje não se vê nos presídios. Os presos ficavam em meio a sujeira temporal e a sujeira fisiológica, não haviam sanitários separados do local de convivência. 

Achei importante relatar sobre esse aspecto, pois cada um vai ser chamado a atentar a um fato em particular. Podemos notar o quão longe a mulher já progrediu na sociedade, pois hoje ela saiu da esfera casa e conquistou seu lugar nos mercado de trabalho, na política e em muitos outros cenários cotidianos. Não precisamos mais buscar liberdade da forma como era feita no passado pois hoje podemos expressar nossas opiniões e pensamentos da forma que queremos. Porém devemos nos resguardar para que seja feito de forma positiva e consciente para não perder o equilíbrio de nossas ações e emoções.


Andando mais um pouco, passei por Coroa Vermelha local onde foi celebrada a 1ª missa no Brasil. Lá ainda moram alguns índios, e vou te dizer eles são mais globalizados do que nós! Além de celulares de última geração eles vendem seus artefatos para pagamentos com cartão de crédito. 

A essência indígena genuína foi deixada de lado com o tempo e as facilidades atuais, perde-se assim um pouco da nossa história e eles os seus costumes. O que era passado de pai para filho creio que em 2 gerações só será lembrado pelas suas características físicas.


Não posso deixar de falar da Praia do Espelho. Lugar maravilhoso, onde podemos ver paredões de pedra aos quais nunca vi igual devido sua cor e formação. Suas águas as mais transparentes, que possibilitam ver o que tem ao fundo, os corais espetaculares.


Tudo o que falei aqui pode ser comprovado histórica e geograficamente, mas foi muito importante ver de perto. É diferenciado sentir um pouco dessa fase do descobrimento do nosso país e muito compensador ver a surpresa nos olhos do meu filho! Ele se sentiu fazendo parte dessa história.

Depois do descanso estou de volta em pleno vigor. Mãos a obra e até o próximo post!

Leia também...

0 comentários